• brcidades2017

Agenda semanal 04/10 a 10/10

A agenda BrCidades é atualizada sempre às segundas-feiras; para incluir sua programação, envie e-mail para agenda.brcidades@gmail.com. Para salvar os eventos em sua agenda pessoal, vá em calendário e clique em “Copiar para o Google Agenda”: brcidades.org/calendário. E não esqueça de olhar nossas dicas, editais e próximos eventos ao final da agenda.



Análise política

A luta contra a especulação imobiliária e pelo direito à moradia nos une aos cidadãos e cidadãs de outros países. É importante que as conquistas sejam comemoradas, seja aqui, seja em qualquer lugar do mundo, e que sigamos juntando forças para conquistarmos cidades justas, solidárias e sustentáveis.


No Brasil, comemoramos a derrubada dos vetos da presidência à Lei do Despejo Zero. Na Alemanha, o sim dado pelos berlinenses à expropriação de 226 mil imóveis alvos de especulação imobiliária.


Importante reconhecermos essas conquistas. Importante também sabermos que foi apenas um passo - importantíssimo, sem dúvida -, e que muito há a ser feito. E que nossa união faz parte dessa base.


Neste começo de semana, segunda e terça, Movimentos de Moradia estão em Brasília na Marcha do Movimento Popular Urbano em Brasília. E nesta terça, às 14h, o BrCidades participa e retransmite a live “A luta por um teto no Brasil e na Alemanha”, organizado pela Fundação Rosa Luxemburgo.


Segunda-feira, 04 de outubro


Dia todo

Marcha do Movimento Popular Urbano em Brasília

Para marcar o Dia Mundial do Habitat (4 de outubro), diversos movimentos populares se encontram em Brasília para exigir recursos para moradias populares, políticas públicas que forneçam comida no prato das populações mais vulneráveis, agilidade na vacinação dos brasileiros contra a Covid-19, a garantia a democracia e da participação social nas leis e nas ruas, o direito à água e saneamento, e o fim das remoções forçadas que violam o direito à moradia e à dignidade humana. Acompanhe pelo youtube do Fórum Nacional pela Reforma Urbana, União Nacional por Moradia Popular e Campanha Despejo Zero.


14h

Desocupações ou remoções forçadas durante a pandemia

Local: Anexo II, Plenário 06

Início: 04/10/2021 às 14h00

Transmissão: Youtube TV CÂMARA.

Autores(as): Deputadas Talíria Petrone (PSOL/RJ), Luiza Erundina (PSOL/SP), Natália Bonavides (PT/RN) e Deputado Glauber Braga (PSOL/RJ).


Convidados:

1. Benedito Roberto Barbosa - Central de Movimentos Populares/União dos Movimentos de Moradia de São Paulo

2. Izadora Gama Brito - Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST)

3. AYALA LINDABETH DIAS FERREIRA - Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST)

4. Mayara Moreira Justa - Campanha Despejo Zero

5. Clélia Brito Silveira - Defensora Pública do DF, Coordenadora do Núcleo de Direitos Humanos - com atuação no ofício da Habitação, Meio Ambiente e Assuntos Fundiários

6. Isabela Soares Santos, pesquisadora da Fiocruz/Escola Nacional de Saúde Pública - ABRASCO, doutorado em ciencias da saúde

7. Getúlio Vargas Júnior - Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH)

8. Júlio Araújo, Procurador da República, coordenador do GT Reforma Agrária (PFDC/MPF) e mestre em direito público pela UERJ

9. Paulo Freire - Comissão de Conflitos Fundiários da OAB

10. Guilherme Pontes - Secretário Político das Brigadas Populares

11. Bianca Tavolari - Insper/CEBRAP

12. Camila Rocha de Caso - Economista, Mestranda em desenvolvimento econômico pela Unicamp

13. Deisy Ventura - Professora Titular de Ética da Faculdade de Saúde Pública da USP

14. Prof. Henrique Sater - médico sanitarista, doutorando em saúde coletiva (Unicamp)






15h

CIRCUITO URBANO 2021

No Dia Mundial do Habitat, o Circuito Urbano 2021 apresenta como tema de discussão o papel das cidades como protagonistas na mitigação das mudanças climáticas. Neste sentido, painelistas apresentarão experiências e ações efetivas das cidades brasileiras e latino-americanas visando estabelecer planos ambiciosos para esse objetivo até 2050, particularmente na redução de suas emissões de carbono. O Circuito Urbano é uma iniciativa do ONU-Habitat Brasil para apoiar institucionalmente e potencializar eventos organizados por diversos atores com o intuito de celebrar o Outubro Urbano. Este ano, o tema será “Cidades na Linha de Frente da Ação Climática”. A programação completa está disponível na página www.circuitourbano.org .



Terça-feira, 05 de outubro


14h

“A luta por um teto no Brasil e na Alemanha”

A Fundação Rosa Luxemburgo realiza evento para discutir duas importantes conquistas da luta por moradia digna no Brasil e na Alemanha: o plebiscito que decidiu que o poder público deve expropriar grandes incorporadoras que possuam mais de 3.000 imóveis em Berlim; a derrubada, pelo Congresso brasileiro, do veto do presidente ao PL que proíbe o despejo ou desocupação de imóveis até o fim de 2021. Mais informações em https://rosalux.org.br/a-luta-por-um-teto-digno-no-brasil-e-na-alemanha/

Link para assistir no BrCidades:



Dia todo

Marcha do Movimento Popular Urbano em Brasília


Fazem parte da marcha a União Nacional por Moradia Popular (UNMP), Central dos Movimentos Populares (CMP), Movimento de Trabalhadores e Trabalhadoras por Direitos (MTD), Movimento Nacional pela Luta por Moradia (MNLM), CONAM (Confederação Nacional das Associações de Moradores) e Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), com apoio do Fórum Nacional de Reforma Urbana. Confira a programação:


7h30 - Concentração na Catedral

9h - Marcha para o Ministério do Desenvolvimento Regional

9h15 - Chegada ao MDR

10h30 - Marcha para o Ministério da Economia

10h40 - Ato simbólico 600 mil mortes (gramado)

11h - Chegada ao ME

12h30 - Almoço

12h30 - Lançamento popular da Conferência de Saúde

13h15 - Deslocamento até a Caixa Econômica Federal

14h - Ato em frente à Caixa

16h - Audiência pública Câmara


*Depois de muita discussão e construção coletiva, chegou a hora de protocolar o Projeto de Lei da Autogestão na Moradia! Durante a Marcha do Movimento Popular Urbano em Brasília, às 14h, a União Nacional por Moradia Popular irá protocolar, na Câmara dos Deputados, a proposta do PL que constrói um marco legal da Autogestão. Acompanhe a cobertura pelo facebook e youtube da UNMP.


Quarta-feira, 06 de outubro


13h

Seminário Público do Projeto CoPolis (ANR/FAPESP): Co-produção social da cidade e ciência cidadã. Uma perspectiva comparada sobre classe trabalhadora e bairros precários na França e no Brasil.

Sessão 2.2 | 06 de outubro de 2021 - 13h00 (São Paulo) / 18h00 (Paris)

O link zoom será enviado no próprio dia.

Inscrições via: https://forms.gle/TKJNocVhpeHQ8yqB7


Curso Dilemas da Sociedade Brasileira - Aula 3: O Futuro da Economia e do Trabalho, com Marcio Pochmann (UNICAMP) e Juliane Furno (Dra. em Desenvolvimento Econômico)

Assista ao vivo no YouTube @Projetobrasilpopular


Quinta-feira, 07 de outubro


19h

O Jovem na Cidade

Tem início a série Encontros - Pluralidade na Cidade - O Jovem na Cidade: Conectando Juventudes ao Debate e à Ação Político-Urbanística

Tema de hoje: Juventude Negra, com Guilherme Lemos e Cássia Caneco.

Assista no Canal BrCidades Maringá.


Para deixar no radar


04 de outubro

Vamos juntos e juntas celebrar o Outubro Urbano e construir um futuro urbano melhor!

Dia 4 de outubro, é dia de campanha!!!! Preparem-se para compartilhar e tuitar: #5570municipioscomATHIS. Vamos lá? A Campanha inicia às 9 horas e vamos até o fim do dia!


FNA

❗SÓ ATÉ O DIA 8 DE OUTUBRO!❗

Você já se inscreveu para o Prêmio FNA 2021? As indicações se encerram em 8/10. Não vá perder o prazo, hein? Consulte o regulamento em https://www.fna.org.br/2021/09/24/ultimos-dias-de-inscricao-para-o-premio-fna-2021-e-16o-premio-arquiteto-e-urbanista-do-ano/.


ONDAS

Você tem até o dia 10 de outubro para submeter seu trabalho de pesquisa ou extensão para o Encontro Nacional Pelos Direitos Humanos à Água e ao Saneamento (ENDHAS) promovido pelo ONDAS. O Encontro vai acontecer de 9 a 11 de dezembro e contará com espaço para diferentes formas de apresentação da pesquisa e extensão universitária e valorização das lutas pelo direito humano à água e ao saneamento. Link aqui.



CAU BR

CAU Brasil lança editais de patrocínio para ações ATHIS e culturais sobre A&U

Prazo de inscrições se encerra dia 01º de novembro

O primeiro edital objetiva o desenvolvimento e a execução de projetos de apoio à ATHIS. O total de recursos a ser disponibilizado é de R$ 1.000.000,00.

O segundo edital, de patrocínio cultural, visa “o desenvolvimento e a execução de publicações, produções e/ou eventos que, em consonância com a missão do Conselho, “aperfeiçoem e orientem o exercício ético e qualificado da profissão, e que promovam o acesso universal à arquitetura e urbanismo como garantia do bem-estar social”. Serão disponibilizados um total de R$ 100.000,00.

Confira: https://www.caubr.gov.br/cau-brasil-lanca-editais-de-patrocinio-para-acoes-athis-e-culturais-sobre-au/




Artigos

O novo ataque cerrado às cidades brasileiras | BrCidades no Outras Palavras! e Especulação Imobiliária | BrCidades na Terra é Redonda

Surto de especulação imobiliária espalha espigões em bairros sem estrutura. Em surdina, mercado reescreve os Planos Diretores. Dispersão espacial inferniza as periferias e favorece milícias. É hora de retomar a luta pela Reforma Urbana. É necessário que os Planos Diretores saiam da retórica, deixem a condição de fetiches, para se tornarem planos de ação. Leia na íntegra aqui.


O espírito jovem contra o Brasil da barbárie | BrCidades no Outras Palavras!

Preparativos para protestos contra Bolsonaro, no sábado, espalham-se pelo país. Em Santa Catarina, que “capitão” vê como seu território, vasto leque de movimentos quer antecipar o fim da ameaça fascista e a reconstrução nacional

Após o 7 de setembro, ficou evidente para os mais amplos setores da sociedade brasileira que o presidente Jair Bolsonaro não somente é incapaz de administrar o país, mas é, sobretudo, a maior fonte de instabilidade. Um agitador que coloca em risco os marcos mais basilares da democracia, a previsibilidade dos mercados e, ainda, ignora as necessidades materiais de vida das camadas trabalhadoras. Não bastassem suas inabilidades para o cargo, encarna e difunde uma cultura autoritária. Nesse sentido, o bolsonarismo passa vergonha até nos pontos em que o pensamento conservador costuma apoiar suas convicções.

Leia na íntegra em: https://outraspalavras.net/movimentoserebeldias/o-espirito-jovem-contra-o-brasil-da-barbarie/


Clima, racismo e os caminhos da fome no Brasil Na Coluna no EcoaUol

“Não é exagero dizer que a economia brasileira se construiu e se sustenta até os dias de hoje sobre injustiça socioambiental e racial, a partir do racismo ambiental...". Leia aqui.



40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo